20 agosto, 2007

41 - Os Passarinhos

Foto: CHARQUINHO - Julho 2007

Os Ninhos

Os passarinhos
Tão engraçados,

Fazem os ninhos
Com mil cuidados.

São p’ra os filhinhos
Que estão p’ra ter
Que os passarinhos
Os vão fazer.

Nos bicos trazem
Coisas pequenas,
E os ninhos fazem
De musgo e penas.

Depois, lá têm
Os seus meninos,
Tão pequeninos
Ao pé da mãe.

Nunca se faça
Mal a um ninho,
À linda graça
De um passarinho!

Que nos lembremos
Sempre também
Do pai que temos,
Da nossa mãe!

(Afonso Lopes Vieira)

4 comentários:

gabriela disse...

parabens o seu poema esta lindoo

Susete Evaristo disse...

Olá Gabriela
Obrigada pelas suas palavras devo dizer no entanto que os parabens devem ir direitinhos para Afonso Lopes Vieira, poeta do inicio do século passado, que nos deixou um grande legado poético.
Cumprimentos

AL. disse...

Faz-me recordar os meus tempos de criança, e salvo erro, a minha terceira classe; Indaguei a fim de me certificar se ainda conhecia o poema todo; claro que tinha esquecido uma quadra, o Poeta ter-me-ia perdoado. Obrigado por te-lo "postado".

AL. disse...

Tudo isto me faz lembrar os meus tempos de criança. Procurava esta poesia, a fim de saber se ainda nao tinha esquecido tudo. Evidentemente tinha esquecido o musgo e as penas, mas cinco décadas volvidas... depois da minha terceira classe, talvez os "nossos" passarinhos me perdoem. Obrigado por tê-la inserido no seu blogue.