15 agosto, 2007

22 - Mulher

Foto: CHARQUINHO Setembro 2005

Ser Pessoa

Não quero ser
Esmagada, oprimida
Forçada, esquecida
Culpada, reprimida
Anulada, divina
Calada, dócil
Azeda, fingida
Empurrada, domesticada
Amargurada
Assomando só à porta
Não quero estando viva
Estar morta

Quero ser companheira igual
Quero ser mãe por escolha
Quero ser amante assumida
Quero poder escolher o certo e o errado
Quero ser regente da inha vida

Quero ser pessoa respeitada
Tirar a venda que me traz os olhos encobertos
Partir para a Vida... Plena
De braços abertos.

(Ana Abel)

7 comentários:

amigona avó e a neta princesa disse...

Gostei...um beijo para ti...(estás de férias?)...

PaulaNog disse...

Vim retribuir a visita ao meu blog...

Este Poema é lindissimo.
Bjs***

Susete Evaristo disse...

Olá amigona, já não estou de férias comecei hoje no batante.
beijinhos para ti também

Susete Evaristo disse...

Obrigada pela visita, Paulanog. Quanto ao seu gostei e vou voltar.
Bjs para si também

shark disse...

Esta foto deu-te gozo publicá-la... (sabes onde a tirei, não sabes?) :-)

Susete Evaristo disse...

Deixa-me cá ver hum... Na Festa do Avante?

shark disse...

Agora faz de conta que não sabias, malandra... :-)